Imprimir

16.01.2018 - “Invista em Juiz de Fora” - Prefeitura lança nova ferramenta de atração de negócios

Data de publicação .

Prefeitura de Juiz de Fora

Terça-feira, 16 de janeiro de 2018

 

A Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) lançou, nesta terça-feira, 16, nova ferramenta de apresentação da cidade para atração de investimentos. O “Invista em Juiz de Fora” já está disponível no endereço eletrônico (invistaemjf.pjf.mg.gov.br), em formato responsivo – que se adapta a desktops e dispositivos móveis – em versões português e inglês.

Dando continuidade ao trabalho já desenvolvido pela PJF, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (Sedettur), de apresentar a cidade como uma das melhores opções do país para investimentos diretos – considerando, entre outros fatores, aspectos relativos às condições geoeconômicas e logísticas, disponibilidade de capital humano qualificado, oferta de serviços de elevada qualidade e um marco regulatório que reduz a carga tributária sobre a implantação de unidades produtivas na cidade – o novo site reúne, em um só local, todas as informações necessárias para auxiliar o setor produtivo no processo de tomada de decisão neste sentido.

O lançamento do site reuniu representantes de entidades, poder público, empresários e imprensa. O prefeito Bruno Siqueira lembrou que, desde 2013, a Prefeitura de Juiz de Fora busca utilizar a tecnologia a favor do município, com a criação de diversos aplicativos que aproximam o poder público do cidadão, todos em destaque no Invista. “Agora damos um novo passo, de trazer informações para atrair investidores para a nossa cidade, gerando, consequentemente, emprego e renda. Sabemos que Juiz de Fora é uma cidade boa para criar os filhos, com saúde e educação de qualidade, uma cidade excelente para se viver, e que precisa de investimentos para que as pessoas fiquem aqui”, destacou. “Esperamos que o país volte a crescer, e Juiz de Fora está preparada para absorver estes investimentos”.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, João de Matos, lembrou que “a atividade de prospecção de novos empreendimentos, assim como o apoio institucional aos já implantados, integram os esforços da PJF para aumento da empregabilidade e geração de renda na cidade”.

O site retrata a pluralidade da matriz econômica municipal, apontando os principais segmentos que formam o Produto Interno Bruto (PIB) local, como metalmecânico, alimentos, têxtil confeccionista e gráfico, bem como comércio, serviços e área educacional. “No site, são destacados ainda os aspectos da infraestrutura industrial, fundamental para elevar a produtividade empresarial local, como, por exemplo, a disponibilidade de gás natural, energia elétrica, porto seco, corredores de fibra óptica, suprimentos hídricos e sistemas aéreos e rodoferroviários, interligados aos principais mercados do país”, afirmou o secretário.

Além da atração de investimentos diretos, a ferramenta atende aqueles que têm como negócio “vender a imagem de Juiz de Fora”, como é o caso de organizadores de eventos. “Por isso, além das informações econômicas e toda a legislação que beneficia investidores, o portal possui material de divulgação, composto por galeria de imagens e vídeos institucionais bilíngues, em dois formatos - disponíveis, também, para download - que podem ser divulgados e compartilhados, promovendo o marketing da cidade. Juiz de Fora já é muito valorizada lá fora, e estamos dando ainda mais argumentos para isso”, destacou o secretário de Comunicação Social, Michael Guedes.

Qualidade, credibilidade e atualização

Durante a apresentação do site, a coordenadora de projetos da Sedettur, Valéria Borges, ressaltou que o Invista reúne dados econômicos oficiais, que garantem a qualidade e credibilidade da informação. “Os dados foram coletados, analisados e organizados pelos economistas da Sedettur. As fontes são o DataSus (Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde do Brasil), Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), Fundação João Pinheiro, IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), DataViva (plataforma aberta de pesquisa que permite acessar dados socioeconômicos dos municípios brasileiros), além de dados fornecidos pelas assessorias de comunicação de diversas secretarias da Prefeitura. A ideia é garantir a atualização constante das informações”, avaliou.

Valéria destacou, ainda, o canal de comunicação aberto com os investidores, que poderão contatar a Sedettur através do e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. , utilizando o próprio site, e, ainda, consultar outras informações da cidade, por meio de links para o “Portal da Prefeitura”, “Sistema Eletrônico do Serviço de Informações ao Cidadão” (esic.pjf.mg.gov.br) e “Portal do Turismo de Juiz de Fora” (portaldoturismo.pjf.mg.gov.br), por exemplo.

O “Invista em Juiz de Fora” foi desenvolvido por servidores da Sedettur, com o apoio da Secretaria de Comunicação Social, sem custos para o município.

Entre as melhores

Juiz de Fora é uma das melhores cidades do Brasil para se investir em negócios. É o que diz o último ranking da consultoria Urban Systems, divulgado com exclusividade pela revista “Exame”, no final do ano passado. Em Minas, o município também se destaca: é o terceiro melhor do estado.

Este é apenas um dos diversos rankings em evidência no “Invista em Juiz de Fora”. A cidade está entre as “melhores cidades brasileiras para se investir em imóveis” (Prospecta Inteligência Imobiliária, 2016), “as melhores cidades do Brasil para criar seus filhos” (Delta Economics & Finance, 2016), as “cem maiores e melhores cidades do Brasil” (Macroplan, 2017), “as cem cidades mais inteligentes e conectadas do Brasil” (Urban Systems, 2017) e “as 50 cidades que dão aula de planejamento urbano no Brasil” (Urban Systems, 2017).

O município ocupa o primeiro lugar no “Ranking Nacional da Transparência” (Ministério Público Federal, 2016), sétimo no ranking de eficiência dos municípios (jornal “Folha de S. Paulo”, 2016) e é uma das cidades mais amigáveis do Brasil (Expedia Brasil, 2016).